Aperte 'Enter' para buscar ou 'Esc' para sair
Blog thumbnail

Museu Judaico de Berlim

Museu Judaico de Berlim

Blog thumbnail

O Museu Judaico de Berlim: um misto de arquitetura, museu e uma viagem na memória

O Museu Judaico de Berlim – Jüdisches Museum Berlin – foi aberto em 2001 e atrai um grande número de visitantes seja pela sua signficativa coleção permanente, pelas ótimas exposições temporárias e pela própria arquitetura, que por si só vale a visita. O arquiteto Daniel Liebeskind projetou um edifício em forma de zigue-zague, que muito rapidamente se tornou uma atração arquitetônica em Berlim. A entrada é no edifício barroco adjacente, também parte do museu.

Os três corredores-eixos do Museu Judaico de Berlim

No subterrâneo do prédio de Liebeskind encontram-se três corredores-eixos que simbolizam momentos da vida judaica durante e após o período nazista: o Exílio, o Holocausto e a Continuidade.

O eixo do Exílio conduzirá ao jardim do exílio: as colunas de cimento com vegetação na parte superior e o terreno inclinado criam uma sensação de insegurança.

O eixo do Holocausto possui vitrines escuras, nas quais estão expostos objetos pessoais de deportados e deportadas a campos de concentração. No final deste eixo encontra-se a Torre do Holocausto, um espaço escuro com um pequena fresta no teto por onde entra um pequeno feixe de luz. Este é um dos espaços mais impressionantes do museu, um espaço de silêncio e reflexão.

O eixo da Continuidade conduz a uma escada que leva à parte superior do edifício, na qual se encontra a exposição permanente. Seus objetos mostram diversos aspectos da vida judaica por quase dois milênios.

Schalechet: uma instalação comovente no Museu Judaico de Berlim

Museu Judaico de Berlim

A arquitetura do prédio possui algumas lacunas, chamadas de “vazios”. No maior desses vazios, chamado “Vazio da Memória”, está a instalação Schalechet, de Menashe Kadishman. Milhares de pequenas placas de ferro, como vultos de bocas abertas, cobrem o chão de todo o espaço. Esta obra é dedicada às vítimas inocentes da guerra.

O Museu Judaico se encontra no bairro de Kreuzberg. A poucos minutos dali se encontra o museu Galeria de Berlim (Berlinische Galerie). Além disso o Checkpoint Charlie e a Topografia do Terror estão próximos dali.

Uma boa dica é fazer o nosso tour Berlim Nazista e Bairro Judeu e posteriormente visitar o Museu Judaico.

Escrever um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Avaliação*